Night sketching workshop – Lisboa à noite

Have you ever danced with the devil in the pale moonlight?
~ Tim Burton’s Joker / Joker de Tim Burton

Most sketchers enjoy their cities during the daylight, when views are crisp, shadows are sharp, and colors are vivid. But when the night comes, a different challenge begins.

Sketching the cityscape at night is both easy and challenging! The easy aspect of it, is that your palette gets reduced to a couple – three at most – colors. Simplification of what you see – that includes lines, shapes and colors – is key.

The challenge is to be precise in saving the whites in your paper. With watercolor, there’s no going back – at most, you can wash off the amount of pigment in a lighted area. And the light parts, the glare of public lamps, the shiny surfaces, are scarce and vital for the success of your sketch.

After successfully leading night sketching workshops in Torres Vedras, Sintra and Lisbon, the Pedros – Pedro Alves and Pedro Loureiro – are now returning to the historical old town of Lisbon, to Miradouro da Graça. Together, we’ll share experiences, techniques and tricks of the trade, and we’ll capture the evening beauty of the Portuguese capital city in our sketchbooks.

Thanks to a generous support from the german manufacturer Hahnemühle, all participants will receive a 20-sheet watercolor pad Expression, fine grain, 300gsm, 24x30cm 100% cotton paper.

June 22nd (Friday) from 9pm to 12pm
Min 8 participants – Max 20 participants
25€ – general registrations
20€ – Urban Sketchers Portugal members

Please register until the 20th to the emails stillsketch.tvedras@gmail.com (Pedro Alves) and/or pedro.mac.loureiro@gmail.com (Pedro Loureiro)

A maioria dos desenhadores disfrutam das suas cidades durante o dia, quando as vistas são límpidas, as sombras são definidas e as cores são vívidas. Mas quando a noite chega, começa um novo desafio.

Desenhar a cidade à noite é fácil por um lado, e desafiante por outro! A parte fácil é que a paleta cromática fica reduzida a duas cores, trés no máximo. A simplificação do que se vê – linhas, formas e cores – é fulcral.

O desafio é ser preciso na reserva do branco do papel. Com aguarela não há retorno – no máximo, conseguimos remover algum pigmento em alguma área mais bem iluminada. Os focos de luz, o brilho da iluminação pública, as superficies reflectoras, são escassas e vitais para o sucesso de um desenho noturno.

Os Pedros (o Alves e o Loureiro), no seguimento do sucesso dos seus workshops nocturnos em Torres Vedras, Lisboa e Sintra, vão regressar à capital para orientar um Workshop de desenho nocturno no centro histórico, no miradouro da Graça. Vamos captar a beleza nocturna de Lisboa nos nossos diários gráficos, partilhando técnicas, truques e experiências de como desenhar à noite.

Graças a um generoso apoio do fabricante alemão Hahnemühle, todos os participantes irão receber um bloco de 20 folhas de papel de aguarela Expression, 100% algodão grão fino, 24x30cm, 300gsm.

22 de Junho (sexta-feira) das 21:00 às 00:00
Mínimo 8 participantes – Máximo 20 participantes
25€ – preço normal
20€ – desconto para associados dos Urban Sketchers Portugal
Pedidos de informação e inscrições até 20/06 para email stillsketch.tvedras@gmail.com (Pedro Alves) e/ou pedro.mac.loureiro@gmail.com (Pedro Loureiro)
Esperamos por vós, até lá.

Roasted chicken and Latin America

More than a year has passed since these sketches were done. They’re a month apart and are the records of a great year to be a sketcher in Lisboa. In a partnership with the Lisboa, Capital Ibero-americana da Cultura program and the Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva, the Urban Sketchers Portugal was able to bring to the city several sketchers from Portugal, Spain and Latin America for a season of lectures and workshops.

Norberto Dorantes and Omar Jaramillo were two notable examples. Both of them enjoyed welcoming lunches at the best roasted chicken place in the city, with the merry company of a few local sketchers.

Já passou mais de um ano desde que estes desenhos foram feitos. Têm um mês de intervalo e são registos de um excelente ano para ser um desenhador em Lisboa. Numa parceria com o programa Lisboa, Capital Ibero-americana da Cultura e com a Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva, os Urban Sketchers Portugal conseguiram trazer à cidade vários desenhadores de Portugal, Espanha e América Latina para uma temporada de palestras e oficinas.

O Norberto Dorantes e o Omar Jaramillo foram dois exemplos notáveis. Ambos puderam disfrutar de um almoço de boas vindas no melhor frango assado da cidade, na companhia alegre de alguns urban sketchers locais.

 

USk Symposium in the headlines

The 9th International Urban Sketchers Symposium in Porto is making the headlines! Diário de Notícias, a major daily newspaper in Portugal headlined a banner with a report about the event. I was happy to see my sketch of the Ribeira area of downtown Porto in it, alongside a sketch by young and talented fellow sketcher Tomás Reis.

It’s a monumental job to give life to this event, and credit goes to all the volunteers working to make sure everything goes well: the burden is shared by the Symposium team of the Urban Sketchers, the host team – Urban Sketchers Portugal Norte – and the supporting team – the national chapter of the Urban Sketchers.

O 9º Simpósio Internacional dos Urban Sketchers no Porto está nas manchetes! O Diário de Notícias, um dos principais diários no país, lançou a notícia sobre o evento no topo da capa. Fiquei feliz por ver o meu desenho da Ribeira do Porto publicado, lado a lado com um desenho do jovem e talentoso companheiro dos desenhos Tomás Reis.

É uma tarefa monumental dar vida a este evento, e o crédito é devido a todos os voluntários que trabalham para garantir que tudo irá correr bem: o fardo é partilhado pela equipa dos Simpósios dos Urban Sketchers, pela equipa anfitriã – os Urban Sketchers Portugal Norte – e pela equipa de apoio – o grupo nacional dos Urban Sketchers.

In the Symposium team of instructors!

The 9th International Urban Sketchers Symposium is building up momentum! Registration passes for participants were released and sold out, correspondents are soon to be selected and, last week, I was fortunate enough to be selected as one of the 36 workshop instructors. Feels good to be in a list of so many talented sketchers and artists I came to admire these past years.

O 9º Simpósio Internacional dos Urban Sketchers está a ganhar impulso! Os passes esgotaram pouco tempo depois de terem começado a ser vendidos, os correspondentes internacionais estão a pouco tempo de serem escolhidos e, na semana passada, tive a sorte de ser escolhido como um dos 36 formadores das oficinas do Simpósio. Sabe bem ser incluido numa lista de tantos artistas e desenhadores talentosos que tenho vindo a admirar nestes últimos anos.

To Porto, I’ll bring a workshop called The stories of public realm objects, which I already ran last summer, during the 10 Years x 10 Classes USk educational program. The workshop focuses less in technique and more in the urban sketcher attitude of studying, reporting and simply, minding the surroundings. In it, participants will become more aware and focused on their object of attention. Hopefully, the cityscape won’t look the same after these few hours we’ll be spending together.

Para o Porto, levarei uma oficina chamada The stories of public realm objects, que já tive oportunidade de dar no verão passado, durante a iniciativa educacional 10 Years x 10 Classes dos USk. A oficina foca-se menos em técnicas e mais na atitude analítica, jornalística e de estar atento ao que nos rodeia dos urban sketchers. Nela, os participantes tornar-se-ão mais conscientes e concentrados sobre o seu objecto de atenção. A espectativa é de que a paisagem citadina não pareca a mesma depois das curtas horas em que estaremos juntos.

I’ll post more details on the public realm objects workshop soon. Stay tuned!

Publicarei mais detalhes sobre a oficina dos objectos do domínio público brevemente. Fiquem atentos!

Traço 17 – Festival de Desenho do Alentejo

For the second year, the cultural non-profit AIAR, ADC and the Raia Urban Sketchers chapter, held Traço 17 – the Alentejo Drawing Festival, in the imposing Graça fortress, overlooking Elvas.

Pelo segundo ano consecutivo, a Associação AIAR, ADC e os Urban Sketchers da Raia, hospedaram o Traço 17 – Festival de Desenho do Alentejo, no imponente Forte da Graça, com Elvas à vista.


The program was filled with lectures, presentations, workshops and exhibitions by authors from areas ranging from architecture to design, from animation to comics. Urban sketching had a major role in the Festival, with sketch meetings happening throughout the weekend. Saturday, the 14th of October, was the busiest day, with guest sketchers coming from Belgium, France and Spain, and Portugal, of course.

O programa esteve repleto de palestras, apresentações, oficinas e exposições de autores vindos de áreas desde a arquitectura ao design, da animação à banda desenhada. O urban sketching teve um papel fundamental no Festival, com encontros de desenho a acontecer ao longo do fim-de-semana. O sábado, 14 de Outubro, foi o dia mais concorrido, com desenhadores convidados oriundos da Bélgica, de França, da Espanha e de Portugal, claro.


Closing the day, the organizing committee held a barbecue by the poolside in the patio of the hostel where the guests were lodged. Arguably, the best thing about this festival is its potential to put together so many people from different walks of life, all connected by the lines of drawing.

Para fechar o dia em grande, o comité organizador preparou um churrasco à beira da piscina, no pátio do hostel onde os convidados estavam alojados. É, provavelmente a melhor parte deste festival, o seu potencial para juntar tantas pessoas de diferentes experiências, todas ligadas pelas linhas do desenho.