Chamusca, the heart of Ribatejo

Chamusca lies along the south bank of the Tejo, in the heart of the highly agricultural Ribatejo. The City Hall harnessed this geographical claim as a promotion tool for the tourism in the region. “Chamusca, the Heart of Ribatejo” is the new message that they’re sending out to the rest of the country, basing the campaign on the town’s rich gastronomy, fervent cultural life and strong traditions. The mayor himself is a sketcher, so the City Hall invited the urban sketchers to visit Chamusca and have a go at their sights and colors.

A Chamusca fica na margem sul do Tejo, no coração do Ribatejo agrícola. A Câmara Municipal tomou para si esta assinatura geográfica como uma ferramenta de promoção ao turismo na região. “Chamusca, o Coração do Ribatejo” é a nova mensagem que pretendem enviar ao resto do país, baseando a campanha na riqueza da gastronomia, na cultura fervilhante e na força das tradições. Sendo o próprio Presidente da Câmara um desenhador, a Câmara Municipal convidou os urban sketchers a visitar a Chamusca para retratar as suas vistas e as suas cores.

161001-chamusca-01

From high up on the hill where the small Nossa Senhora do Pranto chapel sits, the Tejo wetlands and the town sitting on the foothill were ready to be sketched. Seemed like an ordinary wetlands town from there, but what was extraordinary was the very fact that we could gaze at all of it from above. Chamusca sits at the end of the Tejo valley and at the beginning of the wetlands which only stop at the Mar da Palha, and that gives the town an unique vantage point. The climb up wasn’t hard. The Town Hall bus brought us up. Our legs and appetite brought us down. Town Hall had prepared a veritable banquet in a local restaurant. We tasted all the different foods of the region, sided with a fado singer and guitar players.

Do topo da colina onde fica a pequena capela da Nossa Senhora do Pranto, o Tejo e a vila no sopé dos montes posavam para os desenhos. Tudo parecia indicar que esta era uma vila agrícola como tantas outras da lezíria , mas o que era extraordinário era o facto de a podermos observar assim do topo, com a vastidão da lezíria defronte. A Chamusca fica no fim do vale do Tejo e no início da vasta lezíria que termina no Mar da Palha, e isso faz com que seja um lugar único, onde as colinas do vale ainda permitem ver a vastidão fértil do Tejo. A subida não foi difícil. O autocarro da Câmara tratou disso por nós. As nossas pernas e o nosso apetite trouxeram-nos de volta à vila. A Câmara preparou um verdadeiro banquete num restaurante local. Provámos as diferentes iguarias regionais, guarnecidas com fadista e guitarristas.

161001-chamusca-02

Well nourished, it was time to spend a semi-lazy sunny afternoon sketching the historical center of Chamusca. The town is peppered with buildings related to agriculture, usually cooperatives and early to mid-20th century state institutes, bound at the time on controlling and taxing both the farming population and the agricultural elites of old.

Bem nutridos, estava na altura de passar uma tarde solarenga meio preguiçosa no centro histórico da Chamusca. A vila está polvilhada de edifícios relacionados com agricultura, cooperativas e edifícios de serviços do estado da primeira metade do séc. XX, lançados na tarefa de controlar e taxar tanto a população agrícola como as elites agrícolas da altura.

161001-chamusca-03

Besides the great feast and the tour up the hill, another great gift the Town Hall had for us was a set of high quality paper folded sketchbook, all of them locally handmade by artisans Linha28. I got from it the best reaction from my Rembrandt watercolors that I’d seen in a long time! And it gave me a chance to wrap up one sketch meeting in one sketchbook. OCD victory!

Para além do lauto banquete e da viagem à capela, uma outra oferta da Câmara foi um conjunto de cadernos desdobráveis com papel de alta qualidade, fabricados à mão pelos artesãos locais Linha28. Dele tive a melhor reacção das minhas aguarelas Rembrandt que tinha visto há muito tempo! E deu-me a oportunidade de fechar um encontro num único caderno. Vitória do TOC!

Porto, sketch by sketch

Porto, the second largest city in Portugal, is undefeated in many fronts!

O Porto é invicto em muitas frentes!

img_20170408_153741

The charming city in the north is the European Best Destination for the third time in a five-year span. But what has been making it so special for us, sketchers, in the past few months since the national Urban Sketchers gathering in 17-18th of September, is the work that was being done to publish the resulting set of sketches in the book “Porto por/by Urban Sketchers”. Ponto M broke records by marketing a fine-crafted, well-organized and sexy-looking book, along with dozens of merchandising items featuring our sketchbook doodles, in an amazingly short time!

A encantadora cidade nortenha é o Melhor Destino Europeu pela terceira vez num intervalo de cinco anos. Mas aquilo que a tem tornado tão especial para nós, desenhadores, nos meses desde o Encontro Nacional de Urban Sketchers a 17-18 de Setembro, é o trabalho que tem estado a ser feito para publicar os desenhos resultantes no livro “Porto por/by Urban Sketchers”. A editora Ponto M bateu recordes ao colocar no mercado um livro delicadamente executado, bem organizado e atraente, junto com dezenas de objectos de merchandising com os nossos rabiscos, num tempo incrivelmente curto!

170408-porto

The book launch took place in Armazéns do Castelo, a space owned by the historical landmark Livraria Lello, where a small crowd gathered to listen to Pedro Alegria, of the Urban Sketchers Portugal Norte chapter, Nelson Paciência, of the Urban Sketchers Portugal Association and Manuel Reis of the publisher Ponto M. Together with Clara Palma and Helena Nunes, they had the painstakingly task of selecting the sketchers of every author that submitted scans, lay them out on 216 pages, tackling the different scanning processes, formats and sizes, and still come up with a piece of design that one can proudly display on the coffee table, or happily take it home after a pleasant vacantion in Porto.

O livro foi lançado nos Armazéns do Castelo, um espaço da histórica Livraria Lello, onde uma pequena multidão se reuniu para ouvir as palavras do Pedro Alegria, dos Urban Sketchers Portugal Norte, do Nelson Paciência, dos Urban Sketchers Portugal e do Manuel Reis da editora Ponto M. A Clara Palma, a Helena Nunes e o Manuel, tiveram a árdua tarefa de seleccionar os desenhos de cada autor que os submeteu, compô-los em 216 páginas, fintando os processos de digitalização, formatos e tamanhos diferentes, e ainda tornar real uma peça de design que se pode, orgulhosamente ter sobre a mesa de café, ou levar alegremente para casa depois de umas férias agradáveis no Porto.

Sketchers quorum

170401-estrela

Urban Sketchers Portugal general assembly convened on April 1st. The official annual meeting had a moderate crowd, almost like a family gathering, except that it had powerpoints and spreadsheets. There was time to talk about the past, time to imagine the future, and time for a silent auction of sketches.

A assembleia geral dos USkP reuniu-se no primeiro de Abril. O evento anual teve uma plateia moderada, quase como uma reunião familiar, mas com powerpoints e folhas de cálculo. Houve tempo para números, para falar do passado e para imaginar o futuro, e ainda houve tempo para um leilão silencioso.

170401-rato-norberto-dorantes

Benfica-Porto was raging already when the meeting was over, and our estemed guest, Norberto Dorantes was bent on watching a Portuguese ball game, so there was just time to get a seat at the first eatery and enjoy a nice roasted chicken, watch the game and be merry. And I got myself a portrait done by Norberto! Yay!

O Benfica-Porto rebentava quando a assembleia acabou, e o nosso convidado de honra, Norberto Dorantes, ansiava por ver um jogo da bola Português. Houve apenas tempo para arranjar lugar no primeiro tasco e comer um belo de um frango assado, ver o jogo e estar alegre. E eu ainda ganhei um retrato feito pelo Norberto! Iupi!

170401-rato

The return of the prodigal sun

170318-minde-01

After several weeks in preparation, the sketches done during the six-month challenge by Pedro Cabral to the Urban Sketchers Portugal has, at last, seen the daylight! Alfredo Roque Gameiro left Minde to work, sketch and paint in the streets of Lisboa in the early 20th century. Last saturday, nearly a hundred sketches, done by over fifty authors, revisiting the original hundred locations depicted by the notorious watercolorist settled in his native town to pay him homage.

Depois de várias semanas de preparação, os desenhos feitos durante o desafio de seis meses proposto pelo Pedro Cabral aos Urban Sketchers Portugal viu, finalmente a luz do dia! Alfredo Roque Gameiro deixou Minde para trabalhar, desenhar e pintar as ruas de Lisboa no princípio do século XX. No último sábado, perto de uma centena de desenhos, feitos por cerca de cinquenta autores, em revista aos cem locais originais desenhados pelo célebre aguarelista estabeleceram-se na sua terra natal em tributo.

170318-minde-02

There was no better place nor better crew to host this exhibition than the Museu de Aguarela Roque Gameiro and its people. The sketches can be seen until the 15th of Abril, when they’ll be regathered for a future exhibition that’s still on the drawing board. Also featured in the museum is the exhibition of original watercolors and illustrations by Alfredo Roque Gameiro himself. To top it off, the building itself, where the museum is based – Casa Açores, with its gardens and annexes – is well worth the visit, having been, in all probability, designed by master architect Raul Lino, as him and Alfredo were known to be good friends.

Não havia melhor sítio nem melhor gente para receber esta exposição que o Museu de Aguarela Roque Gameiro e as pessoas que o mantêm. Os desenhos podem ser vistos até 15 de Abril, altura em que serão reunidos para uma futura exposição que ainda está no estirador. No museu também se pode visitar uma exposição de originais de Alfredo Roque Gameiro, alguns deles, ilustrações feitas para uma edição d’As Pupilas do Senhor Reitor. Por cima de tudo, o próprio edifício onde se localiza o museu – a Casa Açores, com os seus jardins e anexos – vale bem a visita, tendo sido, em toda a probabilidade, projectada por Raul Lino, já que ele e Alfredo eram bons amigos.

170318-minde-03

The sketch meeting that opened the exhibition gathered about 20 sketchers in the museum grounds. Some even explored the weaving workshop where the beautiful local woolen blankets are made, and the town itself. In the late afternoon, the local Charales Chorus gifted us some fine gospel and other tunes for the road back home.

O encontro de desenho que inaugurou a exposição juntou cerca de 20 desenhadores no museu. Alguns até exploraram o atelier de tecelagem onde se fazem as belas mantas de lã de Minde, e a própria vila. Ao fim da tarde, o grupo local Charales Chorus ofereceu-nos um belo gospel e umas outras melodias para o caminho de volta a casa.

img_20170318_130149

10 years x 10 classes

In late 2016, I was surprised and honored to be invited by Mário Linhares, the director of the Urban Sketchers Education Committee, to be an instructor in the coming program 10 years x 10 classes, the first long-term education project organized by Urban Sketchers, that celebrates the movement’s 10 year anniversary.

No final de 2016, fiquei surpreendido e honrado por ser convidado pelo Mário Linhares, o director do Comité de Educação dos Urban Sketchers, para ser formador no futuro programa 10 anos x 10 aulas, o primeiro projecto educativo de longo prazo organizado pelos Urban Sketchers, que comemora os 10 anos do movimento.

10years10classes-world_map

It’s an international initiative, and every regional Urban Sketchers chapter can organize its own 10 classes program. I’ll be teaching three classes in the Lisboa program, alongside excellent educators Guida Casella, Nelson Paciência, José Louro and, of course, the program leader Mário Linhares. Stay tuned! Soon I’ll be posting more information about each of my classes.

É uma iniciativa internacional e qualquer grupo regional de Urban Sketchers pode organizar o seu próprio programa de 10 aulas. Eu terei o prazer de ensinar três aulas no programa de Lisboa, ao lado dos excelentes formadores Guida Casella, Nelson Paciência, José Louro e, claro, do promotor do programa, Mário Linhares. Fiquem atentos! Em breve publicarei mais informação sobre cada uma das minhas aulas.

Registrations are open here! Find out a program near you in the world. Also, if you’re travel abroad, find out if any programs are happening in your destination. This is truly a global event!

As inscrições estão abertas aqui! Descubram um programa perto de vocês no mundo. E se estiverem a pensar em viajar para fora, descubram se vão haver aulas nos vossos destinos. É verdadeiramente um evento global!