The shapes of an educator

The first time I came across António Procópio was during his workshop in Casa-Atelier Vieira da Silva, almost three years ago. Back then, he was teaching us how to see from his perspective, and how to divide the canvas of our view into shapes, so that all fit each other to create this immensely complex puzzle that we see everywhere.

Last week, in Portimão, I had the privilege of teaching a sketching workshop with him. It was all about distorted perspectives, where you manage opposing vanishing points in the same sketch. His teaching method didn’t go too technical, but merely focused on what we actually see. António taught everyone how to distort buildings and streets, and I had the easy job of showing how you can do it with people too!

It was a true pleasure to see António – an experienced educator – handling both long time sketchers, and high school neophytes, with the same care, dedication and clear-headedness. His explanations dismiss technical books on perspective, and encourage the practice of careful direct observation and fearless sketching – two of my favorite things!

A primeira vez que me encontrei com o António Procópio foi durante a sua oficina na  Casa-Atelier Vieira da Silva, há quase três anos. Nessa altura, ele estava a ensinar-nos a ver a sua perspectiva, e como dividir a tela da nossa visão em formas, de maneira que todas encaixassem umas com as outras, para criar este mosaico complexo que vemos em toda a parte.

A semana passada, em Portimão, tive o privilégio de ensinar numa oficina de desenho com ele, sobre perspectivas distorcidas. Tivemos de lidar com pontos de fuga opostos no mesmo desenho. O seu médodo de ensino foi, a invés de se focar no aspecto técnico das perspectivas, mas focava-se simplesmente naquilo que podemos ver. O António mostrou-nos como distorcer edifícios e ruas, e eu tive a tarefa facilitada de mostrar que também se pode fazer o mesmo com pessoas.

Foi um verdadeiro prazer ver o António – um educador experimentado – a lidar com desenhadores de longa data e com neófitos do secundário, com o mesmo cuidado, dedicação e mente liberta. As suas explicações dispensam bibliografia técnica sobre perspectiva, e encorajam a prática da observação directa cuidada e do desenho destemido – duas das minhas coisas favoritas!

 

Workshop and sketchcrawl in Portimão

As usual, at this time of the year, the Municipality of Portimão – with the support of Urban Sketchers Algarve – devotes a weekend to sketching. On saturday, the 24th, António Procópio and I will lead a workshop on distorted perspectives. We’ll show the basics of widening the angle of your sketchbook while portraying architecture and people. The workshop is free so, if you’re around, come by and put some some grotesque into your sketchbook.

After that, on sunday, sketchers will gather for an all-day sketchcrawl. Lunch break is, as always, sponsored by the City – make sure to register first, by writing to urbansketchersalgarve@gmail.com.

Como de costume, nesta altura do ano, o Município de Portimão – com o apoio dos Urban Sketchers Algarve – dedica um fim-de-semana ao desenho. No sábado de 24, o António Procópio e eu vamos conduzir uma oficina sobre perspectivas distorcidas. Iremos mostrar os fundamentais de alargar o ângulo do vosso caderno enquanto desenhamos arquitectura e pessoas. A oficina é gratuita, portanto, se estiverem na zona, apareçam e tornem o vosso caderno um pouco mais grotesco.

Depois disso, no sábado, os desenhadores irão encontrar-se para um sketchcrawl de dia inteiro. O intervalo para almoço é, como sempre, patrocinado pela Câmara – inscrevam-se escrevendo para urbansketchersalgarve@gmail.com.

 

Lessons from Portimão

Whenever I teach in a sketching workshop I end up teaching myself something in the process. Either I manage to sum up my latest work processes and experiments, drawing some unforeseen wisdom off of it, or I remind myself of practices and techniques I hadn’t used in long.

Ao ensinar numa oficina de desenho, acabo sempre por aprender algo no processo. Ou faço uma revisão dos meus processos de trabalho e experiências, recolhendo alguma sabedoria imprevista, ou relembro práticas e técnicas que já não uso há muito.

170325-portimao-02

In mine and Pedro Alves‘ workshop in Portimão last weekend, the sketches I did on Sunday were heavily influenced by the challenges we had laid upon our students on Saturday. Urban Sketchers Algarve and the Municipality of Portimão invited us to teach a full-day workshop, and we decided to give a a test run to a programme that we had prepared before. It’s called “The narratives of architecture and the people that experience it“, a two-chapter workshop that challenged participants to 1) tell a sketched story of a particular piece of architecture in the town center, and 2) tell the story of the relationship of that piece of architecture with the people using it. This had to be accomplished using simple graphical techniques, such as asymmetrical planes, two-point perspective and foreground/background contrasts.
Na oficina que ensinei com o Pedro Alves no passado fim-de-semana em Portimão, os desenhos que fiz no domingo foram fortemente influenciados pelos desafios que lançámos aos alunos no sábado. Os Urban Sketchers Algarve e o Município de Portimão convidaram-nos para uma oficina de desenho de dia inteiro, e decidimos ensaiar um programa que já tinhamos preparado previamente. Chama-se “Narrativas da arquitectura e das pessoas que a vivem“, uma oficina de dois capítulos que desafiou os participantes a 1) contar a história desenhada de uma peça de arquitectura em particular no centro da cidade, e 2) contar a história da relação dessa peça de arquitectura com as pessoas que a usufruem. Estes desafios tinham de ser cumpridos usando técnicas visuais simples, como planos assimétricos, perspectiva de dois pontos de fuga e contrastes entre planos.
170325-portimao-demo-02
Framing your story for focus / Enquadramento da história para maior enfoque
170325-portimao-demo-01
Foreground and background enhancing the story focus in the middleground / Primeiro plano e plano de fundo a destacar a história no plano médio
170325-portimao-demo-04
Central character in the foreground, people and architecture in the background / A personagem central no primeiro plano, pessoas e arquitectura no plano de fundo
170325-portimao-demo-03
Keeping the horizon line on the eye level, or on the butt level / Mantendo a linha de horizonte ao nível dos olhos, ou do rabo 

A local teacher decided to enroll her class of 15-year old art students in the workshop, and that proved a mighty challenge for Pedro and I! But, hopefully, it was a rewarding challenge for both us and the participants. Pedro led the first chapter, focused on architecture, and I led the second chapter focused on people related to architecture.

Uma professora local decidiu inscrever a sua turma de alunos de arte de 15 anos, e provou ser um desafio e pêras para o Pedro e para mim! Queremos acreditar que foi uma experiência recompensadora tanto para nós como para os participantes. O Pedro conduziu o primeiro capítulo, focado na arquitectura, e eu conduzi o segundo, focado nas pessoas a relacionarem-se com a arquitectura.

170325-portimao-01

On Sunday, the Urban Sketchers Algarve gathered to sketch Portimão under the overcast sky. I joined some of the students, sheltered by the great glass box opposite the Town Hall. Having their company as a reminder of the exercises the day before, the sketches became fast and loose, with the intended focus and direction.

No domingo, os Urban Sketchers Algarve juntaram-se para desenhar Portimão debaixo de um céu nublado e chuvoso. Juntei-me a alguns dos alunos, abrigados pela grande caixa de vidro em frente à Câmara Municipal. Com a companhia deles como recordação dos exercícios do dia anterior, os meus desenhos tornaram-se mais rápidos e soltos, com o enfoque e direcção que se pretendia.

170325-portimao-03

A merry lunch at Porta Velha with everybody, closed the sketch meeting.

A patuscada com todos ao almoço na Porta Velha fechou o encontro de desenho.