Enramação part #3

Notwithstanding the August heat, there were rumors about rain and thunderstorm coming at midnight to ruin all the work that the Campomaiorenses already had done. The grey clouds travelling fast across the sky made the locals fear for their delicate paper flowers. The rain didn’t came though, and by midnight, every street was working at full speed.

Apesar do calor de agosto, havia rumores de que a chuva e a trovoada iria chegar à meia-noite para arruinar todo o trabalho que os Campomaiorenses já tinham feito até então. As nuvens cinzentas a viajar em alta velocidade pelo céu pôs os nativos a temer pelas suas delicadas flores de papel. Todavia, a chuva não chegou e, por volta da meia noite, todas as ruas trabalhavam a toda a brida.

Enramação, Festas do Povo de Campo Maior, Campo Maior, Festas das Flores, Campo Maior, Alentejo, Portugal

The afternoon was blazing hot though. Tourists and residents alike took shelter in the many coffee shops and temporary terraces, drinking cold beer and water. Most natives operated from their garages, where they kept the cold ones. One of them, fully imbued with the spirit of the festivities, welcomed us and gave us several drinks of his own personal produce of wine. The beautiful and simply decorated cathedral was probably the coolest place in town, but only a handful of people took advantage of it. At night, a cool breeze took good care of the sweaty laborers.

A tarde foi quente. Turistas e nativos abrigavam-se nos cafés e esplanadas temporárias, bebendo cerveja e água fresca. A maior parte dos nativos trabalhavam a partir das suas garagens, onde guardavam os petiscos e as fresquinhas. Um deles, completamente imbuído com o espírito das festas, deu-nos as boas vindas e serviu-nos da sua própria produção de vinho caseiro. A igreja-matriz, simplesmente decorada, era provavelmente o lugar mais fresco da vila, mas só um punhado de pessoas a aproveitavam. À noite, uma brisa fresca tomou conta dos trabalhadores suados.

Enramação part #2

The Enramação is the word locals use for the hours that precede the opening of the Festas do Povo de Campo Maior (Campo Maior People’s Parties). It consists of the assembly of all the decorative elements that build up the unique visual spectacle that Campo Maior becomes, once every few years on late-August.

Enramação é a palavra que os Campomaiorenses usam para designar as horas que precedem a abertura das Festas do Povo de Campo Maior. Consiste na montagem dos elementos decorativos de flores de papel que constroem o espectáculo visual que Campo Maior se torna, por uma vez em cada poucos anos, no final de agosto.

Enramação, Festas do Povo de Campo Maior, Campo Maior, Festas das Flores, Campo Maior, Alentejo, Portugal

All the raw materials are provided by local financiers, chiefly the local coffee mogul, Rui Nabeiro. The Municipality provides all the logistics. Heart and labor are the sole product of the townsfolk. The residents of each street plan their street decoration months prior to the festivities. Everything is kept hush-hush. A huge accomplishment, being Campo Maior a small town where news and rumors travel fast. Surprisingly enough, each street’s theme and decorative elements are kept a secret right until the very end, when the paper flowers are being put up, straight from the neighborhood garages, where they were handmade.

Todos os materiais são fornecidos por financiadores locais, e principalmente pelo mais importante empreendedor local, Rui Nabeiro. A Câmara Municipal fornece toda a logística. O coração e o suor são o produto dos habitantes da vila. Os residentes de cada rua planeiam a decoração da sua rua nos meses anteriores às Festas. Tudo é mantido em segredo. Um feito notável, sendo que Campo Maior é uma vila pequena onde as notícias e os rumores correm depressa. Surpreendentemente, o tema e os elementos decorativos só são conhecidos mesmo no final, quando as flores de papel começam a ser montadas sobre as estruturas, directamente desde as garagens da vizinhança, onde foram feitas à mão.

Enramação, Festas do Povo de Campo Maior, Campo Maior, Festas das Flores, Campo Maior, Alentejo, Portugal

To see it happen so quickly and in an organized fashion is something that shatters the Alentejo stereotype of taking everything slowly. It went as José Afonso sang – about a different town though – “Isto aqui era uma orquestra, quem diz o contrário é tolo” (“this here was an orchestra, a fool is he who says otherwise”).

Ver tudo a acontecer tão depressa e de uma forma tão organizada é algo que estilhaça o típico estereótipo Alentejano de que tudo é feito munto devagarinhe. Aconteceu como o Zeca Afonso cantava – porém sobre outra terra – “Isto aqui era uma orquestra, quem diz o contrário é tolo“.

Enramação part #1

A suitable english equivalent for this Portuguese noun is hard to find. In truth, the very word enramação doesn’t even exist in the dictionary in this form, although there are spelling alternatives to it. Where it is used, it means the act of tying a bouquet of flowers together, of arranging flowers and ornamental plants around any structural element.

É difícil encontrar um equivalente inglês para este substantivo Português, que a bem dizer, nem existe no dicionário com esta grafia, apesar de existirem alternativas. No contexto que é usado, significa o arranjo de flores e plantas ornamentais em torno de um elemento estrutural.

Enramação, Festas do Povo de Campo Maior, Campo Maior, Festas das Flores, Campo Maior, Alentejo, Portugal

During the summer, nearly every city, township and hamlet in Portugal puts together some sort of festivity during one or more days. A tradition probably borrowed from the agricultural society, in celebration of either the beginning or the end of the harvest season. Most of these festivities are generic but claim uniqueness. Some are unique and live up to it! Such is the case with the Festas do Povo de Campo Maior (Campo Maior People’s Parties – no deliberate political affiliation is implicit, as there is a different Portuguese word for political party). They are doubly unique for two reasons: the first is that the festivities take place during a whole week and a half. The second will become obvious if you keep reading.

Durante o verão, cada cidade, vila e aldeola em Portugal organiza algum tipo de festa durante um ou mais dias. Uma tradição que, provavelmente terá a ver com a sociedade agrícola, em celebração do arranque ou do fecho da colheita. Muitas destas festas são genéricas, apesar de afirmarem serem únicas. Algumas dizem que são únicas e cumprem-no! É o caso das Festas do Povo de Campo Maior. Estas festas são duplamente únicas por duas razões: a primeira é que as festas duram uma semana e meia. A segunda tornar-se-à óbvia continuando a ler.

Enramação, Festas do Povo de Campo Maior, Campo Maior, Festas das Flores, Campo Maior, Alentejo, Portugal

On the eve of these Campo Maior festivities, a small miracle takes place. Bands of people from all walks of life swarm the streets from early in the morning, putting together all the elements they’ve been working on, throughout evenings and weekends, since the early spring. Organized by streets, the teams assemble a colorful spectacle of paper flowers that cover up next to a hundred streets in the old town. Wires, colored paper, cartboard, styrofoam and a bunch of other lightweight supplies are the raw materials of the orchestrated atmosphere that will take over the town for the next few days. Sweat, camaraderie and teamwork are the chemical elements that bind the ornaments together.

Na véspera das festas, um pequeno milagre toma lugar. Bandos de pessoas de todos os géneros e camadas sociais enchem as ruas desde a manhã cedo, trabalhando para montar os elementos em que têm estado a trabalhar, ao longo de fins-de-semana e noitadas, desde o princípio da primavera. Organizados por ruas, as equipas eregem um espectáculo de flores de papel coloridas que cobrem perto de cem ruas no centro histórico. Fios, cabos, papel colorido, cartão, esferovite e um monte de outros materiais são a matéria-prima do ambiente orquestrado que tomará conta da vila durante os próximos dias. Suor, companheirismo e trabalho de equipa são os componentes químicos que ligam os ornamentos uns aos outros.

All this is what the town folk call Enramação.

Tudo isto é o que os Campomaiorenses chamam de Enramação.

Cabaz da Grela

Cabaz da Grela, Quinta da Grela, agroecology, agriculture, food, basket, Alameda, Lisboa, Grela, Portugal

In 2012, Ana and Zé decided to move away from the city and from their city-related jobs to go back to the roots. Since then, they’ve adapted the agro-ecological lifestyle. Their lives became symbiotic with nature and cooperation became a crucial part of the endeavor. Most of what they eat now is the product of that cooperation between themselves and nature.

Em 2010, a Ana e o Zé decidiram mudar-se para longe da cidade e dos seus empregos relacionados com a cidade, para voltar às raízes. Desde então, adoptaram o estilo de vida agro-ecológico. As suas vidas tornaram-se simbióticas com a natureza e a cooperação tornou-se uma peça crucial do empreendimento.

This year, they started to sell the surplus of this cooperation to us, city-folk. They advertise among friends and acquaintances, over social networking, the produce of the month. Then, they take orders for a basket with a preset amount and variety of produce. Finally, they load a van with the ordered baskets, set a date, a time and a place for the delivery in the big city, and the happy customers show up to collect the baskets.

Este ano, eles começaram a vender o excedente desta cooperação a nós, citadinos. Primeiro publicitam entre amigos e conhecidos, pelas redes sociais, o produto do mês. Depois, recebem as encomendas para cabazes com quantidades e variedades pré-determinadas de produto. Finalmente, eles carregam a carrinha com os cabazes encomendados, marcam uma data, uma hora e um sítio para a entrega na cidade grande, e os clientes satisfeitos aparecem para recolher o cabaz.

They call this the Cabaz da Grela – the Grela basket – after the village where the farm sits, on the right bank of the Vouga.

Chamam a isto o Cabaz da Grela, a partir da aldeia onde a sua quinta fica, na margem direita do Vouga.

Aljezur sketch meeting part #1

church, Aljezur, Algarve, Urban Sketchers Portugal, Portugal

In the northwest corner of Algarve, stands a small castle upon a steep hill. This castle, hailing from the Islamic era of the Iberian Peninsula, was used as a common granary for the town of Aljezur – or in its Arabic form, Al-Jazeera, the peninsula – a reference to the place’s medieval geography. According to the archaeologist Rui Parreira, this region was home to a Muslim warlord – ibn Qasi – who dreamed of his own kingdom. So he built a Ribat (fortified monastery) near the coast in Arrifana, made pacts with the first Christian ruler of the Kingdom of Portugal and established a foothold in the region of Aljezur, taking advantage of the fishing and agricultural activity. For that, he was shunned by his religious counterparts and, eventually, assassinated by them.

castle, Aljezur, old town, Algarve, Portugal, Urban Sketchers Portugal

No canto noroeste do Algarve, há um pequeno castelo de tons férreos, sobre uma colina inclinada. Este castelo, da era Islâmica da Península Ibérica era usado como celeiro colectivo da vila de Aljezur – ou, na sua forma árabe, Al-Jazeera, a península – uma referência à topografia medieval do local. De acordo com o arqueólogo Rui Parreira, esta região foi o lar de um chefe muçulmano – ibn Qasi – que sonhava em ter o seu próprio reino. Construiu um Ribat (um mosteiro fortificado) perto da costa, na Arrifana, fez tratados com o primeiro líder cristão do Reino de Portugal e estabeleceu uma base de operações na região de Aljezur, tirando partido da actividade piscatória e agrícola. Por isso, foi proscrito pelos seus correlegionários religiosos e, eventualmente, por eles assassinado.

Vicente, Ketta, Matias, Aljezur, Algarve Portugal,  Urban Sketchers Portugal

A hefty group of twenty to thirty people gathered in the region to get to know, with their pens, pencils and watercolors, the local richness and diversity. Although the geography of Aljezur has changed much since the Islamic era – fishing lost importance due to a receding waterline – it’s still an important agricultural center, with a variety of fertile valleys and grey shale cliffs, and sweet potato being the most well-known crop.

sardines,  Urban Sketchers Portugal, Aljezur, Algarve, Portugal

Um generoso grupo de vinte a trinta pessoas juntaram-se na região para conhecer, com as suas canetas, lápis e aguarelas, a riqueza e diversidade local. Apesar de a geografia de Aljezur estar substancialmente diferente desde a era Islâmica – a pesca perdeu importância devido ao recuo dos braços de água – ainda é um centro agrícola importante, com uma variedade de vales férteis e falésias de xisto, sendo a batata-doce uma colheita bem conhecida.