Pandora & Corto #sixfanarts challenge

Sped up process of a watercolor I did for the #6fanarts #sixfanarts challenge. Corto Maltese is the last of the romantic soldiers of fortune. The mythical character, authored by Hugo Pratt, stands on the edge of ancient traditions and modern history. Pandora Groovesnore is the future… and his impossible love. Corto was suggested by fellow sketcher Valentina Raiola Pandora was suggested by fellow sketcher Teresa Ruivo.

24 x 14.5cm Etchr Perfect Sketchbook 300gsm fine grain

Processo acelerado de um desenho em aguarela que fiz para o desafio #6fanarts #sixfanarts. Corto Maltese é o último dos românticos soldados da fortuna. A personagem mítica de Hugo Pratt está na beira das tradições milenares e da história moderna. Pandora Groovesnore é o futuro… e o seu amor impossível. Corto foi sugerido pela companheira de desenhos Valentina Raiola. Pandora foi sugerida pela companheira de desenhos Teresa Ruivo.

24 x 14.5cm Etchr Perfect Sketchbook 300g/m2 grão fino

Spike Spiegel #sixfanarts challenge

Sped up process of a watercolor I did for the #6fanarts #sixfanarts challenge. Spike Spiegel is one of the main characters of the awesome anime show Cowboy Bebop, and he was suggested by Instagram user @acuifex_kun.

24 x 14.5cm Etchr Perfect Sketchbook 300gsm fine grain

Processo acelerado de um desenho em aguarela que fiz para o desafio #6fanarts #sixfanarts. Spike Spiegel é uma das personagens principais do espectacular anime Cowboy Bebop. Foi sugerido pelo utilizador do Instagram @acuifex_kun.

24 x 14.5cm Etchr Perfect Sketchbook 300g/m2 grão fino

Santa Cruz watercolor process

Two long time projects of mine came to fruition in the past few weeks. The first is to invest more time and focus on strict watercolor work. With adequate time, material and focus, I was able to establish an average of one finished watercolor piece per week (with a few quick works and tests in-between), mostly because of the approaching exhibition deadline.

The other goal was to get started on filming and posting watercolor processes. This is what I want to present you now:

The merciless ocean of Santa Cruz, Portugal, as seen from the cliffs. I took the reference photo for this piece last summer, during the Santa Cruz International Watercolor Meeting, surrounded by world class watercolorists. But it took half a year to gather the confidence and skill to have a go at it! I invite you to take a look at the video and see what you think.

Dois projectos meus de longa data concretizaram-se nas últimas semanas. O primeiro era investir mais tempo e concentração estritamente em trabalho de aguarela. Com tempo, materiais e concentração adequada, consegui establecer a média de uma aguarela terminada por semana (com alguns estudos e trabalhos mais rápidos nos entretantos), principalmente, por causa do prazo da exposição próximo

O objectivo seguinte era começar a filmar e publicar processos de aguarela. É isto que vos quero apresentar hoje:

O mar implacável de Santa Cruz, em Portugal, visto da falésia. Tirei a foto de referência para esta peça no verão passado, durante o Encontro Internacional de Aguarela de Santa Cruz, rodeado por aguarelistas de topo. Mas levou meio ano até ter a confiança e a capacidade para lhe dar uma chance! Convido-vos a ver o video e a dar a vossa opinião.

Bacalhau / Baccalà

Genoa-Lisboa Sketch Connection

March: Baccalà / Março: Bacalhau


This is the third of a series of 12 sketchers that Valentina Raiola and I will post throughout the year 2020, recording the similarities between our two cities.

This is one of the thousand ways Portuguese have of cooking cod fish, and happens to be my favorite. Gather the ingredients: cod fish, potato, chickpeas, carrots, egg and a choice of your preferred greens (broccoli). Boil everything and serve soaked in olive oil and vinegar. Garlic optional. Simple, effective and tasty!

Cod fish is not native from around here. It’s usually fished from the North Atlantic, so the fish has to be salted on the boats to preserve. When it gets to the shops in Lisboa, it’s hard, dry and heavily salted, so dipping in water is necessary overnight.

Este é o terceiro de uma série de 12 desenhos que a Valentina Raiola e eu iremos publicar durante o ano de 2020, registando as semelhanças entre as nossas duas cidades.

Esta é uma das mil formas que os Portugueses têm de cozinhar bacalhau, e é a minha favorita. Juntem os ingredientes: bacalhau, batata, grão, cenouras, ovo e uma escolha dos vossos verdes preferidos (brócolos). Cozam tudo e sirvam, bem regado em azeite e vinagre. fatias de alho opcionais. Simples, eficaz e saboroso!

O bacalhau não é nativo daqui. Normalmente é pescado no Atlântico Norte, portanto tem de ser salgado nos barcos para conservar. Quando chega às lojas em Lisboa, está duro, seco e fortemente salgado. Torna-se necessário demolhá-lo durante a noite.

Waterfront

Genoa-Lisboa Sketch Connection

February: Waterfront / Fevereiro: Beira-mar


This is the second of a series of 12 sketchers that Valentina Raiola and I will post throughout the year 2020, recording the similarities between our two cities.

The waterfront of Lisboa, on the Tejo river, is 17km long, but for many years, most of it was only partially accessible and difficult to get to. Between shipping containers, port equipment and the railway line along the shore towards the ocean, just a few spots were available to promenade. Nowadays, the city is improving its relationship with the river, and giving the waterfront back to its citizens. One place that was always accessible, despite varying in importance, is the Cais das Colunas. Statespeople used it as a noble entrance into the city. Merchants would buy goods fresh from the overseas trading here, before anywhere else. Revolutions held their stand in the nearby Praça do Comércio, and governments established their headquarters in the surrounding colonnaded buildings.

Nowadays it’s the favorite selfie spot for tourists. Still it feels good to be this close to the water.

Este é o segundo de uma série de 12 desenhos que a Valentina Raiola e eu iremos publicar durante o ano de 2020, registando as semelhanças entre as nossas duas cidades.

A frente ribeirinha de Lisboa, sobre o Tejo, tem 17km de comprimento, mas durante muitos anos, a maior parte estava apenas parcialmente acessível ao público e era difícil de lá chegar. Entre contentores, equipamento portuário e a linha de comboio marginal, apenas alguns pontos estavam disponíveis para passear. Hoje em dia, a cidade está a melhorar a sua relaçaõ com o rio, devolvendo a frente ribeirinha aos cidadãos. Um lugar que sempre esteve acessível, apesar da importância variável, é o Cais das Colunas. Governantes usaram-no como entrada nobre da cidade. Comerciantes compravam mercadorias frescas das rotas comerciais marítimas, aqui antes de em qualquer outro lugar. Revoluções resistiram na Praça do Comércio próxima, e governos estabeleceram os seus quartéis-generais nas arcadas vizinhas.

Hoje em dia, o Cais das Colunas é o selfie spot favorito para os turistas. Ainda assim, sabe bem estar próximo da água.