LIVE STREAM – Watercolor exhibition / Exposição de aguarelas

Next saturday, April 18th, at 5pm (GMT+1), I will open my watercolor and sketchbook exhibition, live streaming from my home, on Instagram.
I will show each work individually and speak a bit about them, and of my path from the pages of the sketchbook to the watercolor sheets. I’ll be speaking in English.

The Orlando Ribeiro Municipal Library, who would be generously hosting the exhibition from April to May, will post photos of all the exhibited works in their Facebook page. Be sure to visit them and see the displayed works at your own pace. I will also post the resulting video, afterwards, on my Facebook profile.

Bring your favorite drink and snack and feel virtually welcome to my living room / exhibition hall. Be sure to check my Instagram and stay tuned to the live streaming. See you soon!

No próximo sábado, dia 18 de Abril, às 17h (hora de Lisboa), irei inaugurar a minha exposição de aguarelas e cadernos a partir de casa, em live streaming no Instagram. Mostrarei e falarei um pouco sobre cada um dos trabalhos e do meu percurso desde as páginas dos diários gráficos às folhas de aguarela. A conversa será em Inglês, para que a plateia internacional também possa participar.

A Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro, que iria ser a generosa anfitriã da exposição, irá publicar as peças expostas na sua página Facebook. Visitem a página e vejam as peças ao vosso ritmo. Irei também publicar o video resultante em diferido no meu perfil Facebook.

Tragam a vossa bebida e o vosso petisco favoritos e sejam virtualmente bem vindos à minha sala de estar / salão de exposições. Visitem o meu Instagram e fiquem atentos ao live streaming. Até breve!

Watercolor exhibition / Exposição de aguarelas

I am very happy to announce my first solo exhibition of watercolors and sketchbooks!

Thanks to a generous invitation from the Orlando Ribeiro Municipal Library – to which I thank for the opportunity! – I will showcase some of my sketchbooks and several watercolor paintings done in the beginning of 2020. These will be available for purchase for the duration of the exhibition.

I would like to invite you to join me in the opening, for a bit of art, a snack and a a nice chat. Waiting for you in Telheiras, Lisboa, on April 18th, at 5pm. See you soon!


Estou muito feliz em anunciar-vos a minha primeira exposição de aguarelas e cadernos em nome individual!

Graças a um generoso convite da Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro – a quem agradeço a oportunidade a disponibilidade – irei expor alguns dos meus diários gráficos e varias aguarelas feitas no início de 2020. Estas últimas estarão disponíveis para venda durante o período da exposição.

Gostaria de vos convidar a aparecerem na inauguração, para um pouco de arte, um petisco e dois dedos de conversa. Espero por vós em Telheiras, Lisboa, no dia 18 de Abril, às 17h. Até breve!

About the exhibition

The sketchbook is an introvert – a laboratory of techniques and ideas, light and textures, colors and styles. It’s our travel companion and an open spirit, where nothing is final or definite – mistake and incompleteness are a natural part of the experience of each page. It is a tool of memory and build up of knowledge.

The watercolor sheet is an extrovert – a territory where ideas are expressed to an audience and the sketchbook knowledge is distilled. Colors, water and brushes coordinate to build a coherent and consistent image.

This exhibition tells the story of a journey from introversion to extroversion, from the sketchbook to the watercolor sheet.


Sobre a exposição

O diário gráfico é introvertido – um laboratório de técnicas e ideias, luz e texturas, cores e estilos. Acompanha-nos nas viagens e é um espírito aberto, onde nada é final nem definitivo – o erro e a incompletude são parte natural na experiência de cada página. É uma ferramenta de memória e de acumulação de saberes.

A folha de aguarela é extrovertida – é um território onde as ideias são expressas a uma plateia e se destila a aprendizagem feita no diário. As cores, a água e os pincéis coordenam-se para construir uma imagem que procura ser consistente e consciente.

Esta exposição conta a história desta viagem da introversão à extroversão, do diário gráfico à folha de aguarela.